Optar por uma cama Hästens é dar prioridade à saúde nos seus investimentos.

Por quê? Por uma maior longevidade.

Para quê? Para mais qualidade de vida.


Passamos muitas horas a dormir, em cada 24 horas, em cada ano, durante muitos anos, e o contato íntimo com os materiais que constituem a cama, ou o colchão, interferem necessariamente com o nosso corpo, sendo os seus efeitos determinantes para se preservar a saúde, ou não. É que não há materiais inertes e, por conseguinte, quaisquer que eles sejam respiram, passando para o ar ambiente do quarto os COV's (compostos orgânicos voláteis) que libertam nessa respiração mais ou menos lenta, ao longo dos anos.

Pode-se então imaginar os efeitos da respiração dos materiais químicos sintéticos derivados do petróleo de que são feitos os colchões que se encontram à venda por todo o lado a preços 'muito simpáticos'. Para informação mais detalhada, veja AQUI.

Mesmo quando um fabricante ou uma marca afirma que os seus colchões, ou camas, são constituídos apenas por materiais naturais, é preciso ter muita atenção porque, com exceção para a Hästens, esses colchões e camas são constituídos por materiais eventualmente de origem natural mas processados - frequentemente no âmbito da reciclagem de tecidos usados -, por agentes químicos (designadamente arsénio e fósforo) extremamente nocivos para a saúde humana.

Inclusivamente o latex, com a sua origem natural, é processado quimicamente de modo a poder assumir a estrutura necessária para funcionar como colchão, o que acarreta precisamente os mesmos problemas de saúde acima mencionados.

Com efeito, dormir persistentemente numa cama ou colchão desses, noite após noite, conduz a uma probabilidade acentuada de surgimento ou agravamento de doenças, sendo que em casos cada vez mais identificáveis, a exposição contínua dos orgãos respiratórios a esses materiais - mesmo junto à fonte emissora dos atrás referidos gases - implica a inalação dos gases (inodoros, incolores e insonoros é certo mas seguramente insalubres) provenientes da respiração dos materiais químicos sintéticos derivados do petróleo, podendo por isso provocar doenças graves, carcinogénicas, irreversíveis.

Pelo contrário, dormir numa cama isenta desses materiais, bem como de processamento químico dos mesmos, como é o caso das camas e colchões Hästens, aumenta fortemente a probabilidade de preservação da saúde e, concomitantemente, de maior longevidade já que, quer o corpo e os orgãos respiratórios junto à cama e ao colchão, quer o ambiente do quarto, estão livres dos gases e das partículas libertadas pela respiração desses materiais.

Mais saúde e, por conseguinte, mais qualidade de vida é conseguida também pelo conforto que uma cama Hästens proporciona, dada a constituição das camas e respetivos colchões por camadas dos diversos materiais naturais - lã, algodão, crina, linho - que são colocadas à mão e, também, pelos diversos sistemas de molas patenteadas (em aço sueco temperado depois de enrolado, com flexibilidade ímpar garantida) que compõem cada cama (tanto ao nível da base da cama, como no colchão reversível intermédio que se situa imediatamente acima da base).

As camas Hästens são mais macias do que, em média, as camas que se encontram à venda no mercado. A filosofia de construção seguida pela marca é a de acompanhamento do corpo em todo o seu perímetro, seja qual for a posição de dormida.

Com uma adequação perfeita entre a força exercida pelo peso do corpo, para baixo, e a força exercida pelos diversos sistemas de molas, para cima, numa cama ou colchão Hästens o corpo encontra-se sempre livre de constrangimentos sanguíneos em todo o perímetro de contato com o colchão e, em especial, nas zonas que exercem mais pressão (ombro e anca).

E sempre que há mudanças de posição, ou mesmo quando ocorrem pequenos movimentos, durante o sono, o corpo como que recebe uma massagem, sendo ativada a circulação com efeitos muito positivos no alívio, ou no combate às dores das articulações e da coluna, originadas justamente pelos referidos constrangimentos.